"A palavra é o meu domínio sobre o mundo". Clarice Lispector

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Motivações que funcionaram

          O que nos leva a procurar aprender, pesquisar, buscar conhecimento e como podemos motivar o aluno a estudar em alguns ambientes tradicionais, sem estímulo à pesquisa, à curiosidade, à valorização de conhecimentos que ele já detém?
           As duas motivações internas que funcionaram para eu fazer este curso de PIGEAD são respostas às minhas indagações. Minha 1ª motivação interna é dar continuidade aos estudos que reiniciei em 2010, depois de um longo tempo de afastamento. Redescobri o prazer de aprender e agora, no PIGEAD, através das tarefas, sinto a necessidade de transpor os desafios propostos, agregando sempre novos conhecimentos.
          A 2ª motivação interna é que a cada semana o meu interesse cresce em acompanhar os depoimentos dos colegas, o que me motiva a sempre arranjar um tempo para entrar no AVA,trocar ideias , participar das discussões,aprender de forma autônoma, mas em contato constante com os meus pares e suas itinerâncias formativas.
          As três motivações externas que funcionaram para eu fazer este curso de PIGEAD estão ligadas ao fato de que estarei em poucos meses aposentada e em condições de continuar na ativa.
         

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Ambientes virtuais: possibilidades e desafios educacionais

Para a defesa do Trabalho Final de Curso, elaboramos um Poster seguindo a proposta do PIGEAD – LANTE – UFF( 2013/2015). O Trabalho Final de Curso (TFC) foi realizado parte em grupo e parte individualmente. As partes coletivas foram realizadas pelos estudantes do curso PIGEAD: Ana Cristina de Araujo Noguerol, Paulo Gonçalves de Jesus, Raquel Monteiro Alberto Moraes, Rita Barboza Freire e Rosana Sales de Jesus.

Ambientes virtuais: possibilidades e desafios educacionais by Rosa on Scribd

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Uso e reuso de objetos digitais em EAD




CONSTRUINDO UM CAMINHAR, DESVELANDO PARCERIAS: NOVOS PAPEIS DOS ATORES NO PROCESSO ENSINOAPRENDIZAGEM EM EAD


Justificativa

Vivemos um momento em que as relações cumprem determinados protocolos sociais: indivíduos, grupos ou turmas exercem seus papeis, considerados aceitáveis por seus pares, dentro de um determinado ambiente. Entretanto, no mundo virtual, as diversas possibilidades de uso, favorecem a quebra de alguns paradigmas. Atualmente novas formas de ensinar e aprender,acontecem em nossa sociedade. Percebemos que não há fronteira entre o ensinar e aprender nos Ambientes virtuais de Aprendizagem por discentes e docentes.

Objetivo Geral

Refletir sobre os papeis desenvolvidos por docentes e discentes no EAD e os recursos utilizados na dinâmica das diferentes abordagens pedagógicas.

 Objetivos Específicos

Potencializar as discussões sobre os novos modos de relacionar – se no EAD, através da interatividade,coautoria, colaboração, cooperação dos sujeitos na utilização dos recursos tecnológicos.

Estimular o contato com os diferentes recursos tecnológicos, tais como: vídeos, interfaces sociais, fóruns, wiki, etc,levando o aluno a perceber a importância de sua participação no processo de ensinoaprendizagem..

Duração
7 dias

sábado, 25 de abril de 2015

Análise de uma interface -EaD

Ambientes Virtuais e Mídias de Comunicação :: Tarefa da Semana 2
Aluno: Rosana Sales de Jesus
Polo: Nova Iguaçu
Tutor: Rodolfo Gregório De Moraes



Imagem do site: Portal do Professor MEC



Crítica
Antes de analisarmos criticamente a interface do Portal do Professor, fizemos algumas pesquisas sobre o significado da palavra "portal". O site dicionário informal define um portal como "local onde se pode ter diversas possibilidades de direções, diversos caminhos" e o Léxico Dicionário Português online o define como site da internet que dá acesso a vários serviços. Olhando a tela inicial, percebemos que a interface  segue a definição do dicionário: o Portal do Professor é uma interface produzida pelo Ministério de Educação com ricas possibilidades de construção de conhecimento, verdadeiramente um Portal.

Criando elementos periféricos-EaD


Aluno: Rosana Sales de Jesus
Polo: Nova Iguaçu
Grupo: 09
Tutor: Gisa Eneida Marques Machado
Disciplina Produção de material didático

Para colocar em prática os conceitos aprendidos na aula 9, utilizaremos o texto "Revisitando os conceitos de tempo e espaço":

As numerosas mudanças em todas as áreas do conhecimento humano levam a uma profunda modificação na conduta, nas atitudes, nos costumes e nas tendências em todo o mundo e, em particular, na educação.
Tem-se a impressão, nos dias atuais, de que o tempo passa  mais depressa. E de que não existe mais um tempo específico para cada situação. Todo tempo é tempo de tudo. Tudo ao mesmo tempo. Mas em que espaço? O real ou o virtual? Alteraram-se as noções de tempo e de espaço. 1.( caixa de conexão com outras mídias - Movimento para fora da aula )




Quer saber mais sobre tempo e espaço? Refletir sobre o mundo real e virtual? Que tal

uma sessão pipoca? Veja o filme  com Adam Sandler, que conta a história de um arquiteto chamado Michael Newman, casado com Donna e que tem dois filhos: Ben e Samantha. Michael e Donna se gostam muito e já são casados há algum tempo. Tudo está bem na vida desse casal e dessa família, até o momento em que Michael decide que quer ser o sócio da empresa em que trabalha e começa a trabalhar demais. O maior problema de Michael é que ele acaba não tendo tempo para se dedicar as outras áreas da sua vida como a família, a saúde e o lazer. Até que surge um controle remoto...

Reconhecendo atividades autênticas-EaD


Aluno: Rosana Sales de Jesus
Polo: Nova Iguaçu
Grupo: 09
Tutor: Gisa Eneida Marques Machado
Disciplina Produção de material didático

A primeira experiência que tenho em um curso na modalidade a distância é o PIGEAD, por isso, a motivação para a realização da tarefa Reconhecendo atividades autênticas tem estreita relação com teoria-prática e possibilidade de aplicação no ensino presencial. Partindo deste princípio, decidi selecionar tarefas que tenham características relevantes para o mundo real, pois acredito que a aprendizagem torna-se mais significativa e prazerosa quando realizamos atividades baseadas em situações concretas de aprendizagem, que tenham relação com algum aspecto de nossas práticas pedagógicas.
Outra característica que penso seja fundamental, benéfica e motivadora na elaboração de uma atividade é a de favorecer a reflexão. Refletimos quando buscamos o melhor caminho a seguir , escolhemos os recursos que podemos utilizar, percebemos a possibilidade de aplicar a atividade em outras modalidades de ensino e descobrimos hipertextos que ampliam nossos conhecimentos. Atividades que apresentam esta característica, estimulam o aluno a fazer novas descobertas.[1]